Ministério Público-AM impede atuação ilegal de médico no município de Barcelos

    Após denúncias de dois pacientes que teriam sido lesionados durante um procedimento médico, o Ministério Público do Amazonas no município de Barcelos constatou que um peruano exercia a função de forma irregular.


Médico peruano atuava sem licença no Brasil

Nesta terça-feira (28) o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) em Barcelos, a 399 quilômetros a noroeste de Manaus, através de procedimento administrativo, conseguiu impedir a atividade de um médico estrangeiro que atuava ilegalmente no município.

O Ministério Público do Amazonas em Barcelos, no interior do Estado, através do procedimento administrativo 02/2011-PJB, conseguiu impedir a atividade de um médico estrangeiro que atuava ilegalmente no município. Na investigação, após consulta feita aos Conselhos Regional e Federal de Medicina, a Promotora de Justiça titular da Comarca, Maria Betusa Araújo, constatou a ilegalidade da atuação do médico peruano, que não possuía habilitação para exercer a profissão no Brasil.

A Comarca de Barcelos recebeu duas denúncias de pacientes que teriam sido lesionados durante procedimentos médicos executados pelo profissional. Ambos reafirmaram as declarações durante em depoimentos. Um inquérito policial havia sido instaurado pelo MP-AM para apurar a prática dos crimes de lesão corporal grave e exercício ilegal da medicina.

Fonte da Informação: Ministério Publico do Amazonas

Notícias Relacionadas