Jogo beneficente arrecada 40 mil toneladas de alimentos que serão doados às vítimas da seca do interior do Estado


O Governo do Amazonas arrecadou 40 toneladas de alimentos não perecíveis com a troca de ingressos para o jogo beneficente Amigos do José Aldo X Amigos do Pizzonia, neste sábado, 27 de fevereiro na Arena da Amazônia. Os alimentos serão enviados para os municípios atingidos pela seca deste ano e abrigos em Manaus que possuem convênio com o Fundo de Promoção Social (FPS) do Governo do Amazonas.

Neste primeiro momento serão contemplados quatro municípios que estão em situação de emergência: Presidente Figueiredo, São Gabriel da Cachoeira e Santa Isabel do Rio Negro, por motivo de estiagem, e Barcelos, por conta das queimadas. Depois, entrarão no cronograma de doações outras cidades que poderão ser atingidas pela estiagem. O FPS irá definir na próxima semana as entidades filantrópicas que serão contempladas.

De acordo com o secretário de Estado de Juventude, Esporte e Lazer, Fabrício Lima, a grande procura pela troca de ingressos mostrou o grande interesse da população em ajudar as vítimas da seca. “Nós conseguimos atingir o principal objetivo do evento que era arrecadar o maior número de alimentos e conseguir levar a população amazonense para dentro da Arena da Amazônia”, ressaltou.

Estrutura e Programação – O Governo do Estado montou uma grande estrutura envolvendo as secretarias de Segurança, Saúde, Assistência Social, Justiça e Cidadania, Educação, Juventude, Esporte e Lazer para proporcionar comodidade e segurança aos 40 mil torcedores que irão prestigiar o jogo beneficente, que tem como madrinha a primeira-dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira.

O evento contará com duas partidas de futebol. A primeira, às 15h, será uma competição com jogadores juniores dos times São Raimundo e Rio Negro, e às 18h, acontecerá o jogo principal com a participação de José Aldo, Pizzonia, artistas e atletas convidados. No total, 500 voluntários vão atuar dentro e fora da Arena, orientando e prestando informações ao público.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) estabeleceu um Plano de Operação Integrada de Segurança para o evento, que também vai servir como evento-teste para o Torneio Olímpico de Futebol em Manaus. A Operação envolve todo o sistema de segurança pública do Estado, como Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM). A previsão é de que sejam empregados dois mil servidores.

Mobilidade – O trânsito na avenida Constantino Nery será interditado a partir das 10h, no sentido bairro-Centro, no trecho entre as avenidas Lóris Cordovil e Pedro Teixeira. A partir das 13h, será fechado o perímetro completo com a interdição das avenidas Constantino Nery (do viaduto de Flores até o cruzamento com a Darcy Vargas), Pedro Teixeira (a partir da Vila Olímpica até o cruzamento com a Djalma Batista) e Loris Cordovil (até o SPA do Alvorada).

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) informa ainda que, os moradores do entorno da Arena da Amazônia poderão acessar a área interditada mediante apresentação de comprovante de residência. As pessoas que precisarem acessar a Fundação Hemoam e o Hospital de Medicina Tropical também terão o acesso liberado.

As pessoas com deficiência que vão assistir ao jogo na Arena da Amazônia terão acesso pela avenida Pedro Teixeira, onde poderão estacionar seus veículos na Fundação Vila Olímpica e seguir nos ônibus disponibilizados pela Superintendência Municipal de Transporte Urbanos (SMTU) para transportá-las até o estádio, com entrada pelo portão A. Para isso, é necessário ter em mãos o ingresso do jogo ou a credencial de acesso de pessoas com deficiência.

Objetos não permitidos – Os torcedores devem ficar atentos ao que não pode ser levado para dentro da Arena da Amazônia, como mochilas e sacolas com objetos que ultrapassem medida de 25 centímetros de altura, largura e profundidade, assim como guarda-chuva, câmera profissional, latas de spray, rolos de papel, animais (exceto cães-guia), escadas, cadeiras, e instrumentos que façam barulho excessivo e qualquer dispositivo que produza fumaça, dentre outros. Até o momento, foram doadas cerca de 40 toneladas de alimento.

Saúde – Com um suporte completo para o público, a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) dará suporte à programação com estrutura de atendimento médico tanto para os espectadores quanto para os atletas. Serão montados quatro postos para atendimento de primeiros-socorros. Cada posto contará com a presença de um médico e um enfermeiro, três técnicos de enfermagem e um auxiliar administrativo.

Os postos serão montados na área superior da Arena, nas salas 39 e 93 e na parte inferior na ala 303 e 321. Também será disponibilizada uma ambulância para compor, junto com o SAMU, a frota para remoção de pacientes.

Para dar suporte aos atletas, a Susam vai disponibilizar nos vestiários duas macas, dois médicos e dois fisioterapeutas.

Estudantes voluntários – Semelhante às ações realizadas pelos estudantes no período da Copa do Mundo, quando a cidade de Manaus foi uma das subsedes da competição, no jogo beneficente do próximo sábado (27), os estudantes do programa Amazonas Bilíngue estarão em diversos pontos da Arena da Amazônia onde farão o trabalho de recepção ao público, fornecendo a ele instruções sobre o acesso às acomodações da Arena e, quando requisitados, informações gerais sobre Manaus e o estado do Amazonas. Tais informações se caracterizam como comunicados úteis, à população em geral e, sobretudo, aos turistas que devem também acompanhar o jogo beneficente.

A participação dos 30 estudantes é parte do projeto de ensino e aprendizagem do programa Amazonas Bilíngue e busca, além de servir à população com serviços de informação e receptivo ao turista, contribuir com a busca pelo conhecimento e aperfeiçoamento da oralidade dos jovens.