Governo do Estado dá início ao ano letivo do Centro de Mídias de Educação, beneficiando 40 mil estudantes

Ano letivo tem início ao ano letivo Centro de mídias
[dropcap color=”#888″ type=”square”]P[/dropcap]ara levar a educação básica para um número cada vez maior de comunidades rurais do Amazonas, o Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) ampliou a estrutura do Centro de Mídias de Educação, localizado em Manaus e por meio do qual são ministradas aulas via satélite diariamente.

 Com o início das aulas de 2015 nesta segunda-feira (23), o programa passa a atender a 40 mil estudantes de aproximadamente três mil comunidades rurais do Estado. A ampliação do Centro Mídias contou com a construção de mais um estúdio (somando sete no total). Em 2015 o projeto atenderá a alunos do ensino fundamental, do ensino médio e da Educação de Jovens e Adultos (6 ao 9º ano).

 As aulas são ministradas de estúdios de televisão localizados em Manaus, em formato de teleconferência. Em 2015 o projeto atenderá a alunos do ensino fundamental, do ensino médio e da Educação de Jovens e Adultos (6 ao 9º ano).

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, a proposta é atender a um número cada vez maior de estudantes, garantindo a eles o acesso a um ensino de qualidade.

 “Por decisão do governador José Melo, o programa foi ampliado de modo a beneficiar um número maior de estudantes. Com a ampliação do número de estúdios e a oferta de novas etapas de ensino, passamos a atender a aproximadamente 40 mil estudantes, moradores de comunidades rurais do Amazonas”, informou o secretário.

 Aulas via satélite – O Centro de Mídias de Educação está localizado no bairro do Japiim (zona centro-sul de Manaus) em prédio anexo à Seduc e está equipado com sete estúdios de TV de onde uma equipe especializada de professores ministra as aulas que são transmitidas diariamente via satélite e acompanhadas pelas comunidades rurais amazonenses.

 Para que os estudantes tenham acesso às aulas ministradas a partir do Centro de Mídias, o Governo do Estado contratou serviço especializado de comunicação via satélite nas comunidades rurais em que há o projeto.

O conteúdo das disciplinas é ministrado em módulos e a carga horária é a mesma do ensino padrão, com 800 horas/aula anuais, conforme prevê a Lei 9.394/96, de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).