Governo do Amazonas cadastra mais de 640 famílias no programa Água para Todos

Foto - Divulgação

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Água (22 de março), o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS), anuncia que mais de 640 famílias já foram cadastradas no programa Água para Todos no Amazonas, nos municípios de Itacoatiara, Manacapuru e Manaquiri. Até sexta-feira, dia 22, a expectativa é de que mais mil famílias sejam atendidas nos municípios de Anori, Caapiranga e Careiro da Várzea, totalizando cerca de 1.640 famílias.

“O projeto é mais uma solução sustentável que o Governo Omar Aziz viabiliza para as populações do interior, levando água potável como via de inclusão social. Nosso grande desafio não é a construção dos sistemas, mas, sim, encontrar as pessoas, que de certa forma estão excluídas, realizando, acima de tudo, um resgate social, viabilizando a inclusão dessas pessoas no processo produtivo”, destaca a titular da SDS, Nádia Ferreira.

De acordo com o coordenador do programa, Luiz Andrade, até o fim de abril todo o trabalho nas calhas dos rios Amazonas e Solimões será concluído. “Tudo está dentro do programado. De maio a setembro realizaremos os cadastros das calhas do Rio Negro e Solimões com a previsão de finalizar essa primeira etapa em setembro”, destacou Andrade.

Acesso à água potável – O programa segue a diretriz do Decreto 7.535, de 26 de junho de 2011, que institui o Plano Brasil Sem Miséria, e tem por objetivo promover o acesso à água potável a 10,1 mil famílias rurais do Amazonas que vivem em áreas sujeitas ao isolamento durante o período da seca, além de realizar a busca ativa de famílias que vivem com renda per capita mensal de até R$ 140, visando sua inclusão em serviços púbicos.

O projeto será executado nas calhas dos rios Purus, Solimões, Negro e Amazonas, abrangendo os municípios de Beruri, Boca do Acre, Tapauá, Canutama, Lábrea, Pauini, Anamã, Anori, Caapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Careiro e Itacoatiara, com a instalação de 10,1 mil sistemas de captação domiciliar e 404 sistemas de captação coletiva, além da substituição de 2.020 coberturas de palha por alumínio. A previsão para execução corresponde ao período de 2013 e 2014.

A qualidade da água é um dos focos de atenção do programa, conforme explica o coordenador, Luiz Andrade. “Ressaltamos a necessidade das comunidades em ter água de qualidade. Em nosso Estado, temos a maior bacia de água doce do planeta, entretanto, nem sempre significa ter água potável. As pessoas que moram nas margens dos rios e lagos sabem que, em determinadas épocas do ano, a água fica imprópria para o consumo humano. Esse programa visa levar água potável para as famílias do interior porque tem como foco a área rural”, disse.

Dia Mundial da Água – A data foi criada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em 22 de março de 1992, através da resolução A/RES/47/193, de 21 de Fevereiro de 1993, e de acordo com as recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento contidas no capítulo 18 (Recursos hídricos) da Agenda 21.

A razão que levou a ONU a se preocupar com a água deve-se ao fato da pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do planeta ser potável. Porém, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) está sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. A situação é preocupante, pois corre o risco de faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial.

Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.

No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água”. Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.

Ano Internacional de Cooperação pela Água – O ano de 2013 foi definido pela ONU como o Ano Internacional de Cooperação pela Água, oficialmente lançado em cerimônia no dia 11 de fevereiro de 2013, na sede da Organização das Nações Unidas para Educação, Cultura e Ciência (Unesco), em Paris, França. A ação visa uma maior interação entre nações para debater os desafios do manejo da água e a construção de iniciativas de sucesso sobre cooperação pela água.

Para a ONU a cooperação para o manejo de recursos hídricos limitados é importante porque a demanda está em rápido crescimento. De acordo com a organização, 145 países compartilham uma grande bacia hidrográfica com pelo menos mais uma nação.

A ONU estima que um bilhão de pessoas necessite de acesso a um abastecimento de água suficiente, definido como uma fonte que possa fornecer 20 litros por pessoa por dia a uma distância não superior a mil metros.

Notícias Relacionadas