Eleição para presidência do TJAM será nesta terça; três candidatos disputam o cargo

Através do voto secreto, Corte de Justiça vota na sessão do Tribunal Pleno desta terça-feira para escolher Presidente, Vice e Corregedor-geral de Justiça


Des_Ari_AlexPazuello_011Em sessão aberta, mas com voto secreto, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) elege nesta terça-feira, 27, o seu novo presidente para o biênio 2012-2014. A escolha será feita durante o Tribunal Pleno, a partir das 09h, dentro da pauta administrativa.
Segundo informou a diretoria de imprensa do TJAM, a sessão será aberta ao público e à imprensa.
Des_Graca_AlexPazuello_010Três desembargadores, pela ordem de antiguidade, disputam o cargo – Graça Figueiredo, Ari Moutinho e Yêdo Simões. 19 desembargadores, inclusive o atual presidente, desembargador João Simões, votarão para escolher o nome que comandará os destinos do TJAM por dois anos. Na mesma votação serão eleitos o vice-presidente e o corregedor-geral de Justiça.
CANDIDATOS
Maria das Graças Pessôa Figueiredo, amazonense, natural de Manaus, entrou para magistratura em 1979, assumindo a comarca de Boca do Acre, de onde foi removida logo depois para Nova Olinda do Norte e Manacapuru. A magistrada foi a quarta mulher a assumir um lugar na Corte Amazonense, eleita desembargadora com 12 votos pelo critério de merecimento, no dia 15 de outubro de 2004. Atualmente ela é presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AM), cargo que assumiu em maio de 2010.
Des_Yedo_AlexPazuello_006O desembargador Ari Moutinho também foi eleito por unanimidade, pelo critério de antiguidade em 15 de outubro de 2004. Amazonense, natural de Benjamim Constant começou a carreira depois de ser aprovado em concurso de provas e títulos, em 1976. Foi titular da Vara da Infância e Juventude na capital; no interior, atuou nas Comarcas de Boca do Acre, Urucurituba e Itacoatiara. Promovido para a capital, atuou como juiz corregedor em duas administrações do TJAM, trabalhou como juiz eleitoral nas diversas zonas eleitorais da capital e do interior, foi juiz de menores, da 8ª Vara Cível e presidente da AMAZON. Presidiu o TRE/AM no período de 2008-2010.
No dia 16 de junho de 2005, Yedo Simões tomou posse como desembargador na vaga de Roberto Heremidas de Aragão. O magistrado nasceu em 12 de fevereiro de 1952, formado em Direito pela Universidade do Amazonas em 1978. Juiz de carreira, começou a vida judicante na comarca de Barcelos em 1979, trabalhando posteriormente em Autazes, Itacoatiara e Maués. Na capital, atuou como juiz eleitoral, na Vara de Execuções Criminais, na Vara da fazenda Pública e em diversas Varas Cíveis.