Primeiro brinde com a Ô Amazon Air Water será feito em tradicional festa de Barcelos

Primeiro brinde com a Ô Amazon Air Water será feito em tradicional festa de Barcelos
Avalie este post

Durante o 21º Festival do Peixe Ornamental de Barcelos ocorrerá uma degustação da única água do mundo produzida a partir da umidade do ar mais puro do planeta, no coração da Amazônia 

Chegada dos empresários da Ô Amazon Air Water em Barcelos
Chegada dos empresários da Ô Amazon Air Water em Barcelos

 O empreendimento socioambiental Ô Amazon Air Water, que está sendo implementado na Floresta Amazônica, promoverá no dia 30 de janeiro um brinde inaugural com a primeira água do mundo que será engarrafada a partir da umidade do ar.

 O brinde ocorrerá na Prefeitura de Barcelos (AM), com a presença do prefeito José Ribamar Beleza e dos quatro sócios do empreendimento, além de alguns conselheiros e convidados especiais.

As três máquinas que produzirão juntas 10,5 mil litros de água por dia nas instalações da Ô Amazon Air Water chegarão a Barcelos em março próximo. A extração da primeira água para o brinde será feita por uma máquina portátil dotada com a mesma tecnologia AWG (Atmosferic Water Generator).

 Ô Amazon Air Water no XXI FESPOB

Repasse de 5 mil para cada Agremiação
Repasse de 5 mil para cada “Peixe”

O empreendimento doou R$ 5 mil para cada uma das agremiações da festa, o Grêmio Recreativo Acará-Disco e a Associação Cultural e Folclórica Cardinal. O artista plástico brasileiro Duda Penteado, radicado em Nova York, criou um troféu especialmente para o Festival do Peixe Ornamental. Feito em madeira e ouro, ele será entregue definitivamente pela Ô Amazon Air Water à agremiação que, a partir deste ano, vencer três vezes a disputa.

Duda Penteado também participará do brinde na prefeitura e do Festival no Piabódromo. Consagrado dentro e fora do Brasil, ele será o responsável pelo conceito do centro cultural que a Ô Amazon Air Water está implementando na cidade, e também por todo o projeto de BioArte que está por traz do empreendimento.


 A Ô Amazon Air Water

 

Cal Junior - Barcelos Rio Negro AMA seguir, mais informações sobre o complexo socioambiental que causará duas revoluções ao lançar um produto inédito no mundo e estabelecer uma nova concepção de negócio sustentável, em que o impacto negativo é zero e os ganhos ambientais, sociais, culturais e econômicos para a região são muitos.

 A ideia

 O embrião da Ô Amazon Air Water surgiu em 2010, quando os empreendedores Cal Júnior e Paulo Ferreira criaram a empresa A2BR – Águas do Ar do Brasil, para pesquisa e desenvolvimento no país da tecnologia AWG. A tecnologia consiste em retirar água da umidade do ar e torná-la própria para o consumo humano por meio dos processos de condensação, osmose reversa, filtragem e remineralização. Outros dois empreendedores se juntaram ao projeto logo em seguida, Ricardo Rozgrin e James Figueiredo Júnior.

 O produto

 A Ô Amazon Air Water será comercializada em garrafas de vidro, material infinitamente reciclável, de 250 ml e 750 ml, com produção inicial de 6 milhões de garrafas por ano. Para efeito de comparação, a marca francesa Evian produz 3 bilhões de garrafas ao ano. A Ô Amazon Air Water será, portanto, além de única, uma água rara. A expectativa é que a produção passe para 12 milhões de garrafas por ano até 2018 e para 60 milhões até 2022.

 A tampa da garrafa foi desenvolvida e patenteada especialmente para a Ô Amazon Air Water. A BioTampa é produzida com um polímero a base de amido de milho que se decompõe no meio ambiente sem deixar resíduo. Cada tampa contém um compartimento especial que abriga sementes de plantas. A própria decomposição da tampa gera o húmus que fertiliza a semente.

 Em cada garrafa da Ô Amazon Air Water será aplicado um código cuja leitura com smartphones permitirá mapear onde a BioTampa foi plantada. Está sendo desenvolvido um aplicativo social que disponibilizará todas as informações em tempo real, num mapa-múndi no site do empreendimento.

 A produção

 As instalações da Ô Amazon Air Water são em Barcelos (AM), às margens do Rio Negro. Com 26 mil habitantes, a cidade abriga o maior arquipélago fluvial do planeta. O município é o segundo maior do Brasil em área territorial, atrás somente de Altamira (PA). Fica a 655 km de Manaus por via fluvial. A produtora de água utiliza a edificação de uma antiga fábrica de palmito, incrustada num terreno de 1,75 milhão de metros quadrados. Em junho deste ano, a Câmara Municipal de Barcelos aprovou projeto de lei que prevê a concessão por 30 anos, renováveis por mais 30,  do uso do terreno para a Ô Amazon Air Water. Serão instaladas três máquinas importadas da China, duas com capacidade de 5 mil litros por dia e outra de 500 litros/dia. As máquinas chegam a Barcelos em março de 2015. O primeiro lote de água deverá ser produzido até junho.

 A sustentabilidade aplicada

 Confira agora o que faz da Ô Amazon Air Water um novo paradigma de negócio socioambiental. 

  • Preservação total

No 1,75 milhão de metros quadrados da concessão, a preservação da floresta será total. Nenhuma árvore será derrubada na operação, muito pelo contrário: no entorno da edificação, hoje desmatado, serão plantadas novas árvores. O impacto da produção de água na umidade relativa da região é nulo. As máquinas do empreendimento em Barcelos representam muito menos do que, por exemplo, o conjunto de aparelhos de ar condicionado instalado na avenida Paulista ou em qualquer outro grande centro empresarial do mundo. Segundo estudos do Projeto Rios Voadores, uma única árvore com copa de 20 metros de diâmetro joga na atmosfera até mil litros de água por dia. 

  • Financiamento a novas iniciativas sustentáveis

Um fundo de investimento será criado com R$ 1 de cada garrafa vendida para fomentar novas iniciativas sustentáveis na região, com a condição de que elas também pressuponham preservação total da floresta. Isso representa cerca de 25% do lucro da empresa. 

  • Novas plantas pelo mundo

A BioTampa e suas sementes ajudarão a conduzir vida e espalhar vegetação em todos os lugares em que a Ô Amazon Air Water for consumida. 

  • Polo cultural

Será construído em Barcelos um polo cultural que abrigará um museu e um centro de atividades artísticas, esportivas e digitais para atender gratuitamente crianças, adolescentes e a melhor idade. O contrato com a Prefeitura de Barcelos previa dois anos a partir do início da produção de água para a entrega do centro, mas sua construção já foi iniciada desde o final da Copa do Mundo, quando o empreendimento arrematou em Manaus toda a estrutura física da exposição “Brasil um País um Mundo”. São cerca de 50 toneladas de ferro galvanizado, acrílico e vidro, além de mobiliário. 

  • Novos empregos

A produção da Ô Amazon Air Water gerará 120 empregos diretos, que serão oferecidos à população local. Como afirma o sócio e presidente da empresa James Figueiredo Júnior, nascido e criado no Amazonas, “a Ô Amazon Air Water mostrará à população local que ela pode e deve se desenvolver sem sair da região”. 

  • Água para a cidade

Todos os meses serão distribuídos 15 mil litros de água puríssima, própria para o consumo, à população mais vulnerável de Barcelos. Apesar da enorme quantidade de água existente na Amazônia, o acesso à água potável não é fácil.

  • Transporte em logística reversa

Para chegar a Manaus, as garrafas da Ô Amazon Air Water serão levadas pelos barcos-recreio, que fazem o trajeto entre Barcelos e a capital do Estado três vezes por semana. Tudo o que é consumido em Barcelos chega nesses barcos, que retornam vazios. A produção da Ô Amazon Air Water utilizará esses espaços ociosos. 

  • Energia solar

A energia elétrica em Barcelos vem do diesel. A Ô Amazon Air Water trabalhará com matriz energética 100% solar. As placas serão instaladas no teto da produtora. Futuramente, será criada uma usina de energia solar para fornecer energia à cidade. 

O mercado consumidor

 Do total produzido, a maior parte será destinada à exportação, cujos recursos serão investidos no Brasil. A Ô Amazon Air Water é um produto de luxo, pertencente à categoria de águas premium. O preço sugerido para o consumidor final da garrafa será de 6,50 euros. O produto também será oferecido em pontos específicos do Brasil. Uma flagship da marca será aberta em São Paulo para cuidar da distribuição local e também para oferecer outras águas premium existentes no mercado mundial – no site finewaters.com é possível conhecer as principais. Haverá ainda comercialização da Ô Amazon Air Water pelo site do empreendimento para qualquer lugar do mundo.

 Na Europa, o produto chegará pelo porto de Roterdã, na Holanda. De um total de 2 mil potenciais revendedores, foram mapeados 200 pontos de venda considerados ideais, em 20 cidades de 12 países europeus.  A distribuição nos Estados Unidos começará até 2018 e toda a operação no país será via Miami.

 Ao consumidor da Ô Amazon Air Water será oferecida a oportunidade de degustar uma água única no mundo, feita a partir do ar mais puro do planeta, e também a chance de contribuir para a preservação da floresta e o desenvolvimento sustentável da região. 

 O investimento e o retorno

 O investimento para implementação do projeto é de aproximadamente R$ 30 milhões, entre recursos próprios e recursos de fomento. A expectativa é que em 10 anos haja 100 milhões de euros em lucros acumulados e 22 milhões de euros investidos nos projetos sociais. 

Os empreendedores

Sócios- Cal, James, Ricardo e Paulo
Sócios- Cal, James, Ricardo e Paulo

 Os sócios-fundadores da Ô Amazon Air Water são os empreendedores Cal Júnior, de 43 anos, e Paulo Ferreira, de 44. A eles se juntaram os sócios Ricardo Rozgrin, de 36 anos, e James Figueiredo Júnior, de 38 anos.

 

Cal Júnior

É fundador em 1999 do Projeto Reação Natural, que promove a conscientização socioambiental por meio do entretenimento. Produtor e documentarista, Cal Júnior é especialista em desenvolvimento de tecnologia social e tem em seu currículo a participação em diversos empreendimentos socioambientais. “Sempre pautei minha carreira pela busca de negócios com propósitos maiores, que transcendam o próprio comércio, que alinhem o resultado financeiro com algo que vai fazer o bem e melhorar a vida das pessoas”, diz Cal Júnior, que nasceu no Rio de Janeiro e atualmente mora em São Paulo. 

Paulo Ferreira

Formado em Logística e Transporte Internacional em Hamburgo, na Alemanha, é especialista em desenvolvimento e implementação de projetos com alcance global. Atua há mais de 20 anos no mercado de logística mundial. Fundador da Ferreira Corretora, criou o Seguro Sustentável, que oferece a seus clientes a possibilidade de neutralizar o carbono de suas cargas. Nasceu em Portugal e mora em São Paulo. 

Ricardo Rozgrin

Formado em administração de empresas com ênfase em planejamento financeiro, o paulista Ricardo é mestre em Programação Neurolinguística (PNL) e Master Coach com certificado pela International Association of Coaching Institutes (ICI). Tem mais de 15 anos de experiência em desenvolvimento de softwares e aplicativos para Internet. 

James Figueiredo de Araújo Lima Júnior

O manauara James é administrador com habilitação em Comércio Exterior, Mestre em Gestão de Empresas pela FGV/EBAPE em parceria com o ISCTE de Portugal e MBA em Finanças pela Fundação Getúlio Vargas. É professor universitário de administração em graduação e pós-graduação, em Manaus, e consultor e responsável pela implantação de grandes projetos no Amazonas, sobretudo durante a Copa do Mundo de 2014. Atua ainda nas seguintes áreas: gestão e liderança de pessoas, análise e projeções financeiras, plano de negócios, estratégia, custos, crédito, cobrança, produção, marketing e logística.

Compartilhar: