Governo e prefeitura fazem parceria sobre crédito de carbono e água

Governo e prefeitura fazem parceria sobre crédito de carbono e água
Avalie este post

Governo e prefeitura fazem parceria sobre crédito de carbono e águaManaus – O governo do Amazonas, a Prefeitura de Manaus e o Banco Mundial firmaram, neste domingo (1), uma parceria para realização de estudos para exploração das fontes de água potável do Estado e venda de créditos de carbono da floresta Amazônica. Em reunião com representantes da entidade, o governador José Melo (PROS) e Arthur Neto (PSDB) também apresentaram solicitações de empréstimos para obras e projetos do Estado e Município.

José Melo solicitou empréstimo para a duplicação da estrada AM-010 – até o município de Itacoatiara-, construção de novas etapas Cidade Universitária, e implantação dos Programas ‘Todos Pela Vida’ e projetos de psicultura no interior do Estado. A capacidade de endividamento do Estado hoje, segundo Melo, é de R$ 2,5 bilhões.

O prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB) apresentou 12 projetos que buscam empréstimos de US$ 150 milhões, em torno de R$ 450 milhões, para projetos de valorização da mulher, qualificação, mobilidade, infraestrutura e organização urbana da cidade de Manaus.

Após a reunião, o governador José Melo informou que o Banco Mundial é conhecido por financiar prioritariamente investimentos com repercussões positivas para o meio ambiente e sociedade. E por ter amplos conhecimentos na área de meio ambiente, a diretora-gerente e chefe oficial de operações do banco mundial, Sri Mulyani Indrawati, mostrou grande interesse em investimentos na área sustentável, exploração de água doce e carbono.

“Ela sabe a importância de uma floresta como a nossa para o equilíbrio mundial, e sabe que essa floresta pelos serviços que ela presta precisa ser remunerada para que o povo que aqui habita e que a preservou possa ter os resultados disso. Isso é importante, como também é importante o que ela pensa em relação ao um ativo chamado água doce. Essas duas coisas: água doce e crédito de carbono, que hoje não leva um centavo para o povo amazonense, será objeto de estudo e nós temos a Indrawati como defensora disso através do Banco Mundial”, afirmou.

Melo também solicitou recursos para a implantação do Programa Todos pelo Vida, voltado para ressocialização de presos, e para a construção da Cidade Universitária. O governador informou que o Estado já apresentou um projeto para a Cooperação Andina de Fomento (CAF), mas ainda aguarda a aprovação, e por isso apresentará o projeto ao Banco Mundial.

“Estou atirando para todo lado. Apresentamos um projeto junto a Cooperação Andina de Fomento e estamos esperando a aprovação do empréstimo. E agora conversamos com o Banco Mundial porque aquele que nos der o melhor prazo, juros mais baixos, e for mais rápido, é o que vamos escolher”, afirmou Melo.

Segundo ele, o Estado também vai buscar firmar Parcerias Público Privada (PPP) e investidores internacionais para obras e serviços do Estado. “Uma palavra do banco mundial para os investidores nacionais de que o Amazonas é o local ideal para produzir proteína, é o que a gente precisa para atrair investidores”, disse.

Em entrevista à imprensa, a diretora do Banco Mundial no Brasil, Deborah Wetzel, disse que o banco tem todo o interesse em projetos do Estado, inclusive em municípios do interior.

“O Banco Mundial respalda tanto do governo municipal como do Estadual não só mediante empréstimo, como também oferece apoio em assistência técnica, expertise, e conhecimento técnico para facilitar a provação de projetos. E também podemos disponibilizar essa mesma assistência, aos demais Estados e Municípios”, disse.

O prefeito Arthur Neto (PSDB) disse que buscou auxílio para a implantação de programas de valorização e proteção da mulher, além de projetos de mobilidade. O secretário de governo, Márcio Noronha, que também participou da reunião, disse que todos os projetos apresentados visam dar continuidade a projetos que já estão em andamento, entre eles, o de melhorias no sistema de arrecadação tributária.

A reunião aconteceu hoje pela manhã no Hotel Park Suítes Manaus, na avenida Coronel Pedro Teixeira, Ponta Negra, zona oeste de Manaus.

Notícias Relacionadas

Compartilhar: