Ipaam faz levantamento de dano ambiental após vazamento de óleo no Rio Negro

Ipaam faz levantamento de dano ambiental após vazamento de óleo no Rio Negro
5 (100%) 11 votes
Balsa bate em Pedra e causa vazamento de óleo no Rio Negro, no Amazonas
Balsa bate em Pedra e causa vazamento de óleo no Rio Negro / Foto: Régis Goes

O Comando do 9º Distrito Naval informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente com uma balsa que transportava óleo diesel para abastecer a termelétrica do município de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros de Manaus). A embarcação se chocou, no último sábado (10), contra uma pedra submersa no Rio Negro, numa região distante 20 quilômetros da sede do município de Santa Isabel do Rio Negro.

Conforme o Comando do 9º Distrito Naval, as equipes de Inspeção Naval do Destacamento Fluvial de São Gabriel da Cachoeira, juntamente com o Batalhão de Policiamento Ambiental, farão a inspeção no local para averiguar se houve poluição hídrica.

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), por sua vez, informou que está realizando levantamentos técnicos sobre o acidente. Levantamentos preliminares indicam que houve o rompimento do casco em aço da balsa e, com base em depoimentos dos tripulantes do empurrador, houve o vazamento de aproximadamente três mil litros do óleo. “O combustível é de categoria leve e volátil, ou seja, com o tempo, o material se dissipa”, disse o Ipaam em nota. 

Ainda de acordo com o Instituto, uma equipe de técnicos do órgão desembarcou, nesta quarta-feira (14), em Santa Isabel do Rio Negro para auxiliar os trabalhos de outros dois fiscais que estão na localidade realizando os primeiros levantamentos do acidente.

A balsa, segundo o Ipaam, foi apreendida e uma outra embarcação, do mesmo porte, deve chegar no município para fazer o trabalho de “transbordo” do combustível para o material seguir viagem até São Gabriel da Cachoeira de forma mais segura.

Em nota, o órgão também informou que, após a conclusão do laudo técnico – que ocorrerá até esta sexta-feira (16) – deve se manifestar oficialmente sobre a existência de impactos ambientais na região e penalidades para a transportadora.

Notificação

De acordo com o Ipaam, a empresa foi notificada e pediu prazo para prestar informações a cerca da quantidade de combustível abastecido na balsa e o que restou no trabalho de “transbordo” do óleo diesel para precisar o que foi derramado no Rio Negro.

A Eletrobras Distribuição Amazonas informou que a balsa transportadora de óleo combustível é de responsabilidade da empresa Atem, prestadora de serviço da distribuidora. De acordo com a Atem, a colisão com a pedra atingiu somente a boia da balsa, sem danificar nenhum tanque da balsa. “Não houve vazamento de óleo no Rio Negro”, afirmou a empresa.

Fonte: Acrítica

Notícias Relacionadas

Compartilhar: