Cai Adail Pinheiro – Justiça do Amazonas afasta o Prefeito, preso há 34 dias, da prefeitura de Coari

Pedido de afastamento cautelar foi feito pelo Ministério Público. Segundo o procurador Francisco Cruz, “um preso não pode continuar como prefeito de Coari”.

Justiça do Amazonas afasta Adail Pinheiro, preso há 34 dias, do cargo de prefeito de Coari.

Manaus – Preso há 34 dias, o prefeito de Coari, Adail Pinheiro (PRP), foi afastado do cargo por decisão judicial na manhã desta sexta-feira (14). O pedido de afastamento cautelar foi feito pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) no mesmo inquérito que solicitava a prisão preventiva de todos os acusados no Caso Adail, porém no primeiro momento só foi aceita a prisão. Adail é acusado de chefiar uma rede de exploração de crianças e adolescentes no município.

Segundo o procurador do MP-AM, Francisco Cruz, o pedido de afastamento foi feito em razão da prisão de Adail. “A sua presença na prefeitura compromete a gestão. Não posso admitir que um preso continue como prefeito de Coari”, disse Cruz.

O advogado de Adail, Alberto Simonetti Neto, disse que só irá se pronunciar quando for notificado. Neto disse ainda, que ainda não entrou com o pedido de habeas corpus e irá pedir a revogação da prisão em Manaus.

Na noite de ontem, o ministro Gilmar Mendes adiou, pela terceira vez, o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do recurso ingressado pelo MP e pela coligação ‘Coari tem jeito’, que pedem a cassação de Pinheiro.

Fonte: D24AM

Notícias Relacionadas