Barcelos recebe ações do Ipaam para reduzir perigo de acidente aéreo

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas deu início a ações de boas práticas na gestão dos resíduos sólidos urbanos para reduzir o perigo de acidente aéreo em Barcelos, a 399 quilômetros de Manaus. As ações fazem parte da Campanha Estadual de Redução do Perigo Aviário, em parceria com a Prefeitura do Município

O objetivo da Campanha em Barcelos, como nos sete municípios anteriormente realizada, é orientar a população quanto ao manejo e destinação dos resíduos visando diminuir a disponibilidade de alimentos para os urubus, no entorno do aeroporto, e, com isso, reduzir o risco de acidente aéreo por colisão entre aves e aeronaves.

A equipe do IPAAM em Barcelos está composta pelos assistentes técnicos Vandete Sousa, Uziel Sevalho e Inês Loureiro. A primeira atividade foi a reunião com o Secretário de meio ambiente local, Roberto Leopoldino, e membros da equipe da SEMMA. Em seguida, realizaram a capacitação dos estudantes que participarão das abordagens nos empreendimentos comerciais, feiras, residências, escolas, universidade, entidades governamentais e não governamentais.  Nas abordagens serão distribuídos folhetos educativos com as práticas positivas que a população deve ter em relação aos resíduos.

Além de Barcelos até o dia 16, na sequencia a Campanha vai até Maués, entre os dias 19 e 23 de agosto.

A Campanha de Redução do Perigo Aviário foi iniciada no município de Parintins em 2012, idealizada pelo próprio presidente do Instituto, Antonio Ademir Stroski.

Em 2013, o presidente decidiu, por meio da Gerência de Educação Ambiental, intensificar essa atividade para beneficiar 14 municípios, dos quais 7 já iniciaram os trabalhos que vão até dezembro com as equipes locais – Carauari, Parintins, Tabatinga, Tefé, Coari, Eirunepé e Lábrea – num total de 16.450 beneficiários nas respectivas  semanas de lançamento.

Para os próximos meses a Campanha vai beneficiar ainda os municípios de Humaitá, Borba, Manicoré, Fonte Boa e Santa Isabel do Rio Negro. As agendas estão em negociação

Notícias Relacionadas