Azul linhas aéreas deixa de operar em municípios do Amazonas.

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras informou que, a partir do dia 12 de maio, irá suspender os voos diretos nas cidades de Santa Isabel do Rio Negro, São Paulo de Olivença e Barcelos no interior do Amazonas. O Ministério Público Estadual (MPE) informou que vai acionar a empresa. Segundo a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC), os aeroportos das cidades estão incluídos em uma lista para receber investimentos do Governo Federal.

De acordo com a companhia aérea, a os vôos deverão parar a partir do dia 12 de maio. “O motivo dessa suspensão se deve à falta de perspectivas em curto prazo para realização de investimentos em infraestrutura aeroportuária, necessários para dar continuidade a uma operação regular seguindo os padrões operacionais da Azul”, diz a empresa.

Por meio de nota, a companhia afirmou que “mantém o compromisso com o Amazonas e continuará prestando um serviço de alto nível em oito cidades amazonenses”. Segundo a empresa, vôos regulares continuam sendo realizados no estado em cidades como: Coari, Eirunepé, Manaus, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tefé e Tabatinga. A partir de Manaus, a empresa tem cerca de 35 operações diárias, entre pousos e decolagens, para todas as regiões do país.

Em São Paulo de Olivença, moradores afirmam que os voos já foram suspensos e o cancelamento causou transtornos para 18 passageiros que aguardaram pelo serviço. O comerciante Ditimar Gomes comprou passagem para Manaus na sexta-feira. Depois de esperar por quase uma hora no aeroporto foi informado que o vôo havia sido cancelado. Ele viajaria para Manaus a tratamento de saúde. “Cheguei me informaram que não tinha vôo. Agora é preciso ir para Tabatinga”, disse. O Ministério Público Estadual afirmou que deve solicitar da empresa Azul explicações sobre a suspensão antecipada do serviço aéreo para São Paulo de Olivença.

A Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC) informou por meio da assessoria de comunicação, que os aeroportos de Santa Isabel do Rio Negro, Barcelos e São Paulo de Olivença, estão incluídos no “Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos”, lançado em 2012 pelo Governo Federal, e devem receber investimentos. No entanto, as prefeituras ainda não enviaram à SAC estudo de viabilidade técnica. A Secretaria informou ainda que 25 aeroportos no Amazonas devam receber recursos. Somente na Região Norte deve ser investido cerca de R$ 1,7 bilhão.

Já o Governo do Estado informou que, apesar de a responsabilidade da área aeroportuária ser do Governo Federal, o poder estadual tem mantido esforços para colaborar com melhorias para esse setor. Alguns municípios do interior, segundo o governo estadual, estão recebendo melhorias na infraestrutura aeroportuária com a reestruturação de pistas menores.

Notícias Relacionadas