Agora é lei: Mototaxistas estão regulamentados em Manaus

O prefeito Arthur Virgílio Neto anunciou, na noite desta quarta-feira (5), que a prefeitura vai enviar até o fim da próxima semana o projeto de regulamentação dos mototaxistas para a Câmara Municipal de Manaus (CMM). O anúncio foi feito após reunião com representantes da categoria na sede da prefeitura, Compensa, Zona Oeste.

"Nós vamos, no prazo mais curto possível, enviar o projeto para a câmara municipal. Já temos o anteprojeto feito pelo superintendente Pedro Carvalho e eles nos deram sugestões muito valiosas que poderão ser acrescentadas", afirmou o prefeito, ressaltando que os vereadores poderão fazer alterações necessárias para a aprovação.

Arthur disse que a reunião foi sincera e que ele lamentou o protesto feito pela categoria. "Eles nos falaram da crise que o excesso de mototaxistas causa na vida das pessoas e na vida deles. Eu falei para eles até de uma certa tristeza que eu vi no método de pedir a audiência deles daquele jeito e do prazer que tenho em recebê-los", disse.

Durante toda a terça-feira e manhã desta quarta-feira, os mototaxistas fizeram manifestação em frente à prefeitura reivindicando uma reunião com o prefeito. O secretário municipal de Governo, Humberto Michiles, informou que a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) entregou um anteprojeto que define a quantidade de profissionais, áreas de circulação, cilindrada das motocicletas e critérios para exercício da profissão de mototaxista.

O mototaxista Miguel Alves, representante da categoria, afirmou que os profissionais ficaram satisfeitos com a decisão. "Estamos muito esperançosos. Acreditamos que, de uma vez por todas, a questão dos mototaxistas poderá ser regulamentada e poderemos nos organizar. Só quem tem a ganhar é a população da cidade", disse.

Votação

A 20 dias do recesso parlamentar, o projeto deverá ser votado somente em julho e sancionado em meados de agosto, segundo informou o líder da bancada governista, vereador Wilker Barreto. "É uma matéria de extrema importância, temos que dar celeridade nesse ponto para que Manaus não sofra mais com esse tipo de problema", disse o líder do prefeito, Wil­ker Barreto (PHS), ao defender que o meio de transporte seja usado apenas nas zonas Norte e Leste.

Notícias Relacionadas