910 alevinos de aruanã-negra vindos de Barcelos são apreendidos em fiscalização do Ibama em aeroporto de Manaus

alevinos de aruanManaus – O Ibama, com apoio da Polícia Federal, apreendeu 910 alevinos de aruanã-negra (Osteoglossum ferreirai) no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, na última quinta-feira (12). Os peixes apreendidos foram capturados em Barcelos/AM e tinham como destino Tabatinga/AM e, depois, Letícia, na Colômbia. O infrator foi autuado em R$ 18.900,00 por transportar ilegalmente os alevinos, que foram entregues ao Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia, na condição de fiel depositário. A espécie aruanã-negra ocorre na bacia hidrográfica do Rio Negro, estado do Amazonas. Sua reprodução é muito sensível já que os ovos eclodem de 50 a 60 dias após a fecundação, assumindo forma de larvas e, depois, de alevinos, que necessitam da proteção paterna de machos adultos, que os abrigam em suas bocas até que percam o saco-vitelino, quando atingem em média quatro centímetros.

A captura de aruanã-negra com finalidade de uso ornamental, que se dá com a exportação clandestina para Colombia e Peru, é recorrente na bacia hidrográfica do Rio Negro.

A ação foi realizada no âmbito da Operação Copa do Mundo, deflagrada pelo Ibama nos aeroportos das 12 cidades-sede da  Copa do Mundo da FIFA,  com a finalidade de combater o tráfico de animais silvestres. Para coibir as ações de tráfico de fauna e flora, o Ibama ainda lançou, no último dia 5, a campanha nacional com o tema “No Brasil, não leve cartão vermelho, leve apenas boas lembranças”.

Notícias Relacionadas